quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Por que nos saem espinhas e cravos e como preveni-los?

Por que nos saem espinhas e cravos e como preveni-los?

As espinhas e os cravos não são somente uma questão que nos afeta esteticamente. São também a forma que nosso organismo encontra para eliminar toxinas, quer dizer, substâncias tóxicas que o corpo elimina naturalmente através dos poros da pele.
Neste artigo explicamos o porquê nos saem espinhas e cravos, e de que outra forma podemos fazer com que o nosso corpo se depure por outras vias, para tratar este problema naturalmente e desde a sua principal causa.

A depuração do organismo

O nosso corpo na realidade, sempre busca o equilíbrio de forma natural, se aprendermos a entender os signos e sintomas que nos mostra, também poderemos prevenir muitos problemas de saúde.
Diariamente o nosso organismo acumula toxinas através de diferentes vias:
  • Alimentos prejudiciais (aditivos, alimentos refinados, fritos, gorduras trans, açúcar branco, etc.).
  • Má digestão dos alimentos.
  • Contaminação (fumaça, poluição, substância tóxicas).
  • Bebidas alcoólicas.
  • Produtos cosméticos com substâncias tóxicas.
E como o nosso corpo funciona sabiamente, também tem órgãos para eliminar estas toxinas:
  • Intestinos
  • Rins e bexiga
  • Pulmões
  • Pele

Como depurar a pele?

A pele através dos poros elimina as toxinas mediante o suor ou também por depósitos de gorduras que podem ser os furúnculos, cravos, espinhas, etc. Em todos estes casos devemos entender que é preferível ter a capacidade de eliminar essas substâncias, que não fique em nosso interior, já que a longo prazo podem criar cistos ou tumores.
Porém, sempre podemos buscar uma maneira de eliminar essas toxinas por outras vias. As duas principais são as seguintes:
1. Evitando a entrada de toxinas.
2. Potencializando outras vias de depuração.

Como evitar a entrada de toxinas?

  • Escolher sempre alimentos naturais, e se possível que não sejam processados (comida preparada, embaladas, etc.) ou que tenham sido cozinhados em casa.
  • Optar pelos alimentos ecológicos sempre que seja possível.
  • Lavar bem as frutas e as verduras e descascá-las sempre quando não sejam ecológicas.
  • Evitar todo o tipo de aditivos.
  • Não combinar muitos alimentos em uma mesma refeição.
  • Tratar qualquer tipo de problema digestivo (acidez, refluxo, gases, etc).
  • Comer devagar, mastigando bem os alimentos.
  • Evitar o tabaco e o álcool.
  • Evitar substâncias tóxicas ao nosso redor (pinturas, verniz, gases, etc).
  • Colocar plantas depuradoras de ar em nossa casa.
  • Usar sempre cosmético caseiro ou natural, livre de produtos derivados do petróleo ou que contenham metais pesados.
  • Plantas depuradora

Quais os alimentos que provocam mais espinhas e cravos?

Existem alguns alimentos que aumentam a aparição de espinhas e cravos, e por isso deveríamos evitar totalmente em nossa alimentação:
  • Leite e derivados lácteos ricos em gorduras, como a nata, os queijos ou os sorvetes.
  • Carne vermelha.
  • Embutidos e frios, especialmente os de alto teor em gordura.
  • Chocolate ao leite (em troca, podemos consumir cacau ou chocolate amargo).
  • Gorduras trans ou hidrogenadas, como as que contém a margarina.
  • Molhos.
  • Alimentos fritos.
  • Queijos

Como depurar o nosso organismo?

Para evitar a aparição de espinhas e cravos em nossa pele podemos potenciar a depuração geral do organismo por outras vias:
  • Regular a saúde intestinal, prevenindo a prisão de ventre ou controlando as diarreias recorrentes.
  • Cuidar e tonificar o nosso fígado com infusões de plantas amargas (cardo de leite, boldo, dente-de- leão, alcachofra).
  • Potenciar a função diurética dos nossos rins com infusões de bardana e cavalinha.
  • Fazer terapias desintoxicantes regularmente, como os enxágues de azeite, a cura tibetana do alho ou também dietas depurativas.
  • Alho

Como cuidar da nossa pele?

Também é fundamental que aprendamos a cuidar da nossa pele para que ela vá eliminando toxinas através dos poros, sem que cheguem a aparecer as espinhas e os cravos.
  • Uma vez por semana fazer um peeling adaptado para o nosso tipo de pele, usando produtos naturais como o açúcar, o sal ou o bicarbonato.
  • Uma vez a cada dez ou quinze dias aplicar uma máscara de argila, já que esta absorve as substâncias tóxicas diretamente, e além disso, proporciona minerais à nossa cútis.
  • Aplicar cremes hidratantes o mais natural possível, inclusive usando óleos vegetais e evitando sempre os cremes artificiais, especialmente os que contêm parafina.
  • Para controlar o excesso de gordura da nossa pele usando papel de arroz e aplicar gel de aloe vera (babosa).
  • Evitar tocar nas espinhas e cravos quando apareçam.Somente aplicar uma gotinha de óleo essencial  de árvore do chá e esperar que se sequem, pois, caso contrário, podem infeccionar.
Imagens por cortesia de rabi w, ulterior epicure e morberg.

terça-feira, 16 de Setembro de 2014

LA SEMILLA DE EL AGUACATE: POR QUE COMERLA ? - Propriedadesdas Sementes do Abacate!


Descubre las propiedades de la semilla de el aguacate, y lo importante que puede resultar incluirlas en 
tu dieta diaria.

El aguacate posee un sabor y textura que invita al placer, además de los aportes que ofrece a la salud su 
contenido, la semilla es una fuente poco valorada, pero que contiene una gran cantidad de beneficios 
para nuestra salud, a continuación puedes ver la lista con más de 10 beneficios de la semilla de aguacate 
a nuestra salud.

1. – El 70% de los aminoácidos del aguacate están en la semilla, su aceite reduce los niveles de colesterol 
y ayuda a defender al cuerpo de enfermedades cardiovasculares y paros cardiacos.
2. – Estudios han comprobado que las semillas de aguacate tienen más fibra soluble que cualquier otro alimento.
3. – La semilla del aguacate es excelente para combatir la inflamación del tracto gastrointestinal así como 

la diarrea. En Sudamérica utilizan la semilla como un remedio para infecciones y problemas estomacales.
4. – Contienen compuestos fenólicos que previenen ulceras intestinales e infecciones virales y bacterianas.
5. – El flavonol que contienen las semillas previene el crecimiento de tumores.
6. – Fortalecen el sistema inmunológico y ayudan a prevenir enfermedades debilitantes y sus antioxidantes 

retardan el proceso de envejecimiento.
7. – Las propiedades antiinflamatorias de las semillas parecen ayudar a personas que sufren de artritis y

 otras enfermedades.
8. – Efecto rejuvenecedor: estudios han comprobado que incrementan la cantidad del colágeno de 

la piel, dándole una apariencia tersa y libre de arrugas.
9. – El aceite de las semillas le dará un brillo adicional a tu cabello y ayuda a prevenir la caspa.
10. – Las semillas ayudan a bajar de peso ya que según algunos estudios reduce la glucosa en la sangre.
11.- El rayar, tostar y beber las semillas en té ayuda a control el asma
12.- Según la medicina QiGong las semillas de aguate contienen niveles altos de energía Qi, 
que nos ayudan a sentirnos en sintonía con la energía de vida.
13. – Las semillas se pueden consumir de muchas maneras: se pueden secar, rayar, tostar, rostizar y comer. 

Se pueden comer en ensaladas, beber en tés, smoothies y licuados o consumirse solas (si no les importa el 
sabor amargo).

El aguacate es el perfecto ejemplo de una fruta que nos gusta comer y sin embargo desechamos la 
parte más saludable: su semilla. ¿Para qué desperdiciar su semilla si podemos comerla? 
Sea por salud o vanidad consumir el 100% de un aguacate es lo más responsable que 
podemos hacer para mantener nuestros cuerpos y mentes alineados mientras aprovechamos 
al máximo todo lo que nos brinda la naturaleza.



Fuente: www.ecoosfera.com



  • Obesidad: La semilla del aguacate sirve para problemas de la obesidad. Incluir la fruta del aguacate o 
  • palta en su dieta, sobre todo en las noches /// Quitar la cascara marron de la semilla (hueso, pepa)  de la 
  • palta o aguacate, luego rallar la cuarta parte de una semilla y agregar un vaso de agua y hervir por 
  • 10 – 15 minutos, enfriar y tomar como agua de tiempo por 15 días seguidos.
  • Caspa: Rayar y moler la semilla (hueso) y mezclar con aceite de ricino; con esta pasta  friccionar el 
  • cuero cabelludo. Luego, se cubre el cabello con una gorra plástica o franela. Después de dos horas, 
  •  lavar muy bien el cabello.
  • Tumores: Moler la pepa o semilla fresca de palta o aguacate, bien molida y aplicada sobre los tumores, 
  • los disuelve o madura rápidamente.
  • Tos: rallar la semilla de la palta (aguacate) y agregar media  cucharadita de café a una taza de agua hervida 
  • caliente, agregar una cucharadita de miel, revolver bien, dejar enfriar un poco y tomar 2 cucharaditas 4 
  • veces al día.
  • Tiroides: Quitar la cascara marrón de la semilla (hueso, pepa)  de la palta o aguacate, luego rallar la cuarta
  •  parte de una semilla y agregar un vaso de agua y hervir por 10 – 15 minutos, enfriar y tomar como agua de 
  • tiempo por 15 dias seguidos.
  • Reumatismo: Machacar las semillas del aguacate y luego mezclarlas con alcohol, luego untar esta 
  • crema sobre la zona enferma aplicándose fricciones simultáneamente.
  • Próstata: Preparar un batido con la gelatina de 3 pencas de sábila, una semilla de aguacate tostada y molida, un litro de leche y miel de abeja al gusto. Tomar en ayunas y antes de dormir hasta notar mejoría.
  • Piojo o liendre: Hervir 5 semillas troceadas en un cuarto de litro de agua y agregarle dos ramas de ruda. 
  • Aplicar la loción con fricciones enérgicas y luego poner una toalla alrededor de la cabeza. Al quitar, 
  • los parásitos se desprenderán completamente, sobretodo en niños pequeños.
  • Panadizos o flemones: La pepa o semilla fresca de la palta bien molida y aplicada sobre los panadizos, 
  • los disuelve o madura rápidamente.
  • Migraña: tomar el extracto de la semilla de palta.
  • Lombrices intestinales:  Quitar la cascara marrón de la semilla (hueso, pepa)  de la palta o aguacate, 
  • luego rallar la cuarta parte de una semilla y agregar un vaso de agua y hervir por 10 – 15 minutos, enfriar y 
  • tomar como agua de tiempo por 15 días seguidos /// Preparar una infusión con una o media semilla
  •  (hueso, pepa) rayado; agregar a una taza de agua hirviendo, tomar en ayunas.
  • Heridas: Aplicar  la decocción de la semilla de la palta sobre la parte afectada
  • Forúnculos: La pepa o semilla fresca de la palta, bien molida y aplicada sobre los  forúnculos los disuelve o 
  • madura rápidamente.
  • Flujos vaginales (Candidiasis, descensos, vaginitis): triturar y hervir la semilla de palta o aguacate en un 
  • litro de agua; hacer baños de asiento o de irrigación de la vagina con una cánula; si tiene quistes 2 – 4 veces 
  • pueden ser necesarios. Si tiene miomas 8 – 12 veces, hasta aliviar el problema.
  • Epilepsia: Preparar una infusión de toronjil con una pizca de la semilla de la palta (rayada o tostada), tomar
  •  con bastante frecuencia. Su efecto es preventivo.
  • Dolor de cabeza: Quitar la cascara marrón de la semilla (pepa)  de la palta o aguacate, luego rallar la cuarta 
  • parte de una semilla y agregar un vaso de agua y hervir por 10 – 15 minutos, enfriar y tomar como agua de
  •  tiempo por 15 días seguidos.
  • Dolor Articular y Muscular: Las semillas secas y bien pulverizadas de palta o aguacate, mezcladas con miel 
  • caliente se aplican para calmar dolores articulares y musculares. El alivio se obtiene por la cantidad de tanino 
  • que contiene.
  • Diarreas y Disenterías (diarreas con sangre): Tomar la infusión; se pica bien menudito la mitad de una pepa 
  • mediana de aguacate (palta) y se echa en una taza de agua hervida, se cubre un momento y se toma caliente. 
  • A los niños se les da una cuarta parte de la pepa /// Tostar la semilla de aguacate, molerla y luego poner una 
  • pizca de este polvo en un vaso de agua de llantén (preparar haciendo un cocimiento de agua y llantén), tomar 
  • tres veces al día /// También se puede hervir durante 5 minutos un litro de agua con una semilla de aguacate
  • algunas cáscaras de granada y anís; este líquido debe tomarse constantemente durante el día.
  • Corazón: Tomar diariamente por 30 días, una taza, la infusión de la semilla o pepa de la palta (aguacate); para
  •  preparar rallar una cuarta parte de la pepa por taza de agua hirviendo, antes del cocimiento quitar la cascara 
  • marrón de la pepa o semilla. Esta infusión fortifica el corazón y quita las fuertes palpitaciones; también sirve 
  • para curar los soplos y afecciones en el corazón.
  • Colesterol y Triglicéridos: Quitar la cascara marrón de la semilla (pepa)  de la palta o aguacate, luego rallar 
  • la cuarta parte de una semilla y agregar un vaso de agua y hervir por 10 – 15 minutos, enfriar y tomar 
  • como agua de tiempo por 15 días seguidos
  • jorgevaleranatura.com

terça-feira, 9 de Setembro de 2014

DESCUBRA OS BENEFÍCIOS DA PASSIFLORA


A Passiflora ou Flor do Maracujá é uma planta que tem sido usada durante séculos como um sedativo para tratar insônia e ansiedade. As partes medicinais dessa planta crescem acima do solo, são as flores, folhas e caules, as quais geralmente podem ser consumidas como chá, extrato ou cápsulas. Algumas pessoas também aplicam esta planta diretamente na pele, pois acreditam ajudar com queimaduras, coceiras e erupções cutâneas.
A Passiflora é nativa do Sudeste da América; alguns dizem que esta planta foi descoberta em 1569, no Peru, por exploradores espanhóis. Eles acreditavam que as flores simbolizavam que Cristo abençoava suas viagens, pois as flores se assemelhavam a coroa de espinhos de Cristo usou durante a crucificação.
A Passiflora é uma trepadeira perene que cresce de 9 a 10 metros de altura; as flores têm cinco pétalas e cinco sépalas e sua cor varia do azul ao rosa vivo (brilhante). Alguns tipos de passiflora produzem frutos comestíveis, os maracujás, e suas cores vão do amarelo ao roxo.
Como mencionamos anteriormente, a Passiflora tem sido usada durante séculos para tratar insônia, problemas cardíacos, pressão alta, hemorróidas, queimaduras, entre outras condições; porém, pesquisas científicas atuais não reconhecem nenhuma evidência ou eficácia desta planta no tratamento dessas condições. Por outro lado, pesquisadores acreditam que a passiflora pode ser eficaz na redução dos sintomas de ansiedade, com a mesma eficácia dos medicamentos ansiolíticos. Além disso, devido ao efeito significativo sobre a ansiedade, a Passiflora pode ser um poderoso aliado para aliviar os sintomas de intoxicação por efeito de drogas narcóticas.
Qualquer adulto pode consumir a Passiflora, a dose normal é uma infusão com cerca de 2,8 gramas da planta de 3 á 4 vezes ao dia. Mas existe uma preocupação quanto ao uso desta planta, quando consumida em grandes quantidades, e durante um longo período de tempo. No entanto, o seu uso quando limitado a até dois meses, é considerado seguro. Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 devem ter cuidado ao usar a passiflora na forma de suplemento, pois se desconhece os efeitos nos níveis de açúcar no sangue e não existe nenhuma pesquisa a respeito. Uma vez que não está claro se pode diminuir ou aumentar os níveis de glicose no sangue, não se recomenda o seu uso por longos períodos.
Mesmo que a interação entre a passiflora e os medicamentos utilizados para controlar os níveis de açúcar no sangue não tenham sido pesquisados, a ingestão dessa planta com sedativos e anticoagulantes pode ter um efeito ainda mais fortes dessa droga. É necessário consultar um médico antes de beber o chá, a fim de se certificar de que não irá interferir com a medicação que você possa estra tomando. As mulheres grávidas não devem consumir esta planta, pois pode estimular contrações uterinas; pessoas com hipotensão arterial também devem ter cuidado e acompanhamento médico se decidirem consumir a Passiflora; este fitoterápico não foi avaliado em crianças e por isso não deve ser consumido pelos mesmos.
A Passiflora, quando consumida com moderação por homens e mulheres, que não estejam grávidas, pode ter um efeito calmante e ajudar a melhorar as noites de sono. É necessário desenvolver mais pesquisas sobre as suas propriedades e benefícios a fim de descobrir mais a respeito desse remédio caseiro antigo e o que mais ele tem a oferecer.

Fonte: DiabeTV

segunda-feira, 8 de Setembro de 2014

Gengibre e seus benefícios: emagrecimento e cura

Gengibre e seus benefícios: emagrecimento e cura
A lista de benefícios do gengibre é grandeele tem ação bactericida, desintoxicante, atua nos sistemas digestivo, respiratório e circulatório, além de acelerar o metabolismo, queimando aquela gordurinha indesejada.
Como se seus poderes medicinais não fossem o suficiente, esta planta de origem asiática é um ingrediente que dá um toque especial a diversos tipos de receitas, de bolos e biscoitos (entre eles, o tradicional natalino boneco de gengibre) até pratos principais e sobremesas sofisticadas.  O gengibre – conhecido no norte do Brasil como mangarataia – pode ser consumido cru, desidratado, em conserva, como chá ou como óleo.

Seu poder bactericida vem do seu componente gingerol, cujas propriedades antioxidantes e antiinflamatórias são capazes de destruir bactérias e fungos. É também o gingerol que dá ao gengibre o seu sabor picante característico. Já o óleo essencial feito com essa especiaria é  rico em cafeno, felandreno, zingibereno e zingerona, outros componentes de grande importância medicinal, e pode ser utilizado no tratamento de queimaduras.

Perder peso

Para quem quer perder peso, principalmente em forma de gordura corporal, vai achar no gengibre um grande aliado. Suas propriedades termogênicas ativam o metabolismo do organismo, aumentam a temperatura corporal e provocam a consequente queima de gordura, aumentando o gasto calórico em até 10%.

Gengibre na culinária

Outra vantagem culinária do gengibre é que basta uma pequena quantidade dessa especiaria no chá ou naquela receita para já notar a diferença no olfato e no paladar, diminuindo a necessidade de adição de sal durante o preparo dos alimentos.
Na culinária, pode ser utilizado fresco, seco ou em conserva, sendo que cada um desses estados tem sabores e aromas distintos. Pode ser usado como tempero, e as suas conservas costumam acompanhar barcas de shushi.

Remédios com gengibre

O gengibre tem diversas indicações medicinais:
  • digestão de alimentos gordurosos
  • enjoos
  • gases
  • náuseas causadas pelo tratamento do câncer
  • perda de apetite
  • mau hálito
  • cólica menstrual
  • ressaca
  • artrite
  • dores musculares
  • infecções respiratórias
Seu uso medicinal pode ser feito em forma de chá, xarope, massagens com o seu óleo, banhos e compressas quentes. No  tratamento de doenças respiratórias, é comumente associado ao limão, mel e alho. O  gengibre também é usado na fabricação de laxantes, antigases e antiácidos, por conta de sua capacidade de fortalecer a mucosa intestinal e, consequentemente, facilitar a digestão.

Chá de gengibre

Para fazer o chá de gengibre, basta colocar raízes, cascas ou talos de molho por cerca de 30 minutos e, em seguida, acrescentar água e levar o gengibre ao fogo por mais meia hora. Esta infusão é um importante aliado no tratamento de  gripes e resfriados. Mastigar lascar de gengibre também ajuda a aliviar a garganta irritada. No entanto, esse uso deve ser moderado, já que o gengibre tem propriedades anestésicas e pode levar a perda da qualidade vocal.
chágengibre. leontai_1973
Imagens oferecidas por: leontai_1973 e Chefmax

sexta-feira, 5 de Setembro de 2014

10 razões para beber água em jejum

Benefícios de tomar um copo de água em jejum

Benefícios de tomar um copo de água em jejum
Nosso organismo é formado em sua maioria por água, 75% dos músculos, 90% do cérebro, 22% dos ossos e 83% de nosso sangue são água. Ao termos isso claro, devemos estar cientes da importância que tem o consumo de água diário para termos uma boa saúde e prevenir todo o corpo de contrair enfermidades que o podem afetar e debilitar. Aproveitar os benefícios da água para nosso organismo é um trabalho que podemos fazer todos os dias apenas consumindo de 1 a 4 copos de água em jejum. Quer saber o quanto isso nos beneficia?

10 razões para beber água em jejum

A água é indispensável para a vida e seus benefícios são inegáveis para a saúde. Todos os órgãos precisam de água para seu bom funcionamento e seu bom estado de saúde; por volume e conveniência, devemos aproveitar este elemento tão importante, efetivo e saudável que a natureza nos oferece e que sempre teremos ao nosso alcance.
Agua-colon
  1. Beber 1 ou 2 copos de água em jejum é ideal para a eliminação das toxinas e todas as substâncias que nosso corpo não necessita. Graças a isso, a água ajuda a prevenir doenças e ativa o metabolismo para que comece a funcionar para o resto do dia.
  2. Durante a noite o organismo trabalha reparando células, fazendo a limpeza interna, por este motivo, beber um copo de água em jejum é muito bom, já que isto dará um “empurrão” ao organismo para que ele libere todos os dejetos que não necessita por meio da urina.
  3. Beber um copo de água em jejum ajuda a minimizar os efeitos nocivos de substâncias como o álcool, o tabaco, a contaminação, o fast-food, entre outros.
  4. A água é uma grande aliada para a pele e muito benéfica para sua saúde; tomar 2 copos de água em jejum te ajudará a manter a elasticidade e tonicidade da pele para evitar que apareçam rugas prematuramente.
  5. Beber água pelas manhãs protege e hidrata nossos órgãos vitais para dar-lhes saúde e bom funcionamento.
  6. Consumir de 2 a 3 copos de água em jejum é ideal para reduzir o peso. Além de eliminar as toxinas do organismo, a água ajuda a queimar gordura e calorias, assim como reduz a sensação de fome, evitando aumentar o peso por excesso de comida.
  7. Beber água pelas manhãs nos ajuda a manter boa saúde em geral, devido a que nos ajuda a manter o sistema linfático, o trânsito intestinal, nos ajuda a controlar o cortisol, e nos ajuda a nos defender das infecções.
  8. Consumir um copo de água quente em jejum é uma boa forma de começar o dia com muita energia, eliminando as sensações de sono e cansaço que geralmente nos atingem nas primeiras horas da manhã.
  9. Beber água em jejum é ideal para combater e prevenir a prisão de ventre, já que estimula o movimento intestinal.
  10. Se você sofre com gastrite, a água pode se tornar sua melhor aliada para combater esse problema. Beber ao menos 3 copos de água em jejum e isso te ajudará a reduzir o nível de acidez em seu estômago e aquelas cólicas que podem te causar gastrite.

Como consumir água pelas manhãs?

Beber-agua

Consumir água pela manhã é um bom hábito que todos podemos conservar para cuidar de nossa saúde e de nosso organismo. Para isso, é importante levar em conta que o consumo de água deve ser feito moderadamente e com calma, não será tão benéfico se ingerimos muita água em um mesmo momento, já que, pelo contrário, pode gerar transtornos para a saúde. Para consumir água em jejum e pela manhã, considere as seguintes recomendações:
  • Se você quiser consumir dois litros de água ou 4 copos de água, o ideal é dividir esta quantidade para 4 horas diferentes. Você pode começar tomando um copo de água em jejum, logo depois do café da manhã você pode consumir outro e os outros dois copos em diferentes horas antes de consumir seu almoço.
  • Enquanto você se acostuma com o consumo de água, é recomendado começar com pequenas quantidades, você pode iniciar tomando um copo de água em jejum e progressivamente pode aumentar para 2 ou 3.
  • A água deve ser de boa qualidade, verifica se a água que sai de sua torneira cumpre com os padrões de qualidade da água potável, caso não cumpra, você deve consumir uma água que seja saudável.
  • Se você quiser complementar os benefícios da água para sua saúde com outro grande aliado, você pode adicionar em seu copo de água em jejum, um pouco de suco de limão.